Encontre um Amigo para Ferir Você.

14388894_10210739073455642_117136979_n

Não é fácil encontrar um amigo que ferem. Eu sempre pedi a Deus amigos que me confrontem e me ajudem a crescer. Eles são raros. Nesse mundo politicamente correto é cada vez mais difícil dizer a verdade, mesmo em amor, mesmo entre cristãos. Discordar, corrigir, chamar a atenção não significa não amar, pelo contrário, o verdadeiro amor mostra o erro. A exortação é bíblica e ter ao nosso lado amigos e irmãos que nos apontem o erro e nos ajudem a corrigir é uma bênção que devemos buscar e valorizar.

Ser um amigo que fere também não é uma tarefa fácil, corrigir é tão difícil quanto ser corrido e constantemente ficamos com aquela sensação de: “fulano não vai mais olhar na minha cara”. Isso pode de fato acontecer em algum momento. A correção a princípio nunca é motivo de alegria (naturalmente ninguém gosta de ser corrigido!), mas é sábio receber e aceitar o conselho, é sábio buscar e estar perto de pessoas que te ajudarão a enxergar melhor o caminho.

O texto a seguir é uma tradução livre que fiz do artigo “Find a Friend to Wound you” retirado do site Desiring God. Achei excepcional, foi tão edificante pra mim que tinha que compartilhar! Tradução (ainda) não é o meu forte, mas espero ter conseguido transmitir com clareza e fidelidade o sentido do texto.

 

Encontre um amigo para ferir você

Greg Morse[1]

 Você já levou um chacoalhão da vida por meio das palavras de um amigo?

Recentemente, eu estava trabalhando com um amigo quando eu compartilhei que minha vida de oração estava seca, meu tempo a sós com Deus estava escasso, e minha alma sentia-se murcha. Após ouvir amavelmente minhas desculpas superficiais, ele virou-se para mim e disse, “Irmão, eu amo você, mas isso é inaceitável. Pessoas olham para você. Você precisa permanecer olhando para Cristo – isso não é opcional.”

Inaceitável.

Após o assalto inicial ao meu orgulho, uma onda de gratidão e alívio tomou conta de mim. Finalmente, a verdade da qual eu estive fugindo – o Deus de quem eu estive fugindo – me pegou. Deus usou a honestidade de um amigo para me despertar do sono espiritual.

[…]

Quando nós pensamos em amigos, frequentemente pensamos nas pessoas de quem nós naturalmente gostamos, quem gosta de nós, e quem gosta das mesmas coisas que gostamos. Esperamos por amigos que irão nos encorajar, confortar, e nos apoiar – mas que tal orar por amigos que estão dispostos a nos ferirem?

“Leais são as feridas feitas pelo que ama, porém, os beijos de quem odeia são enganosos” (Provérbios 27:6)

[…]

Sua alma precisa de amigos dispostos a arriscar ferir seu orgulho em um momento visando em vista o bem estar permanente da sua alma.

O mundo não se importa com o nosso bem eterno. Amigos ímpios nos encorajam no caminho da destruição. Seu legado é o beijo bajulador – o beijo do Dementador.  Eles massageiam nosso ego, nos dizendo o que queremos ouvir. Mesmo o mais genuíno e moral entre eles nos faz navegar para longe de Deus. Sendo assim, nós precisamos de um grupo de companheiros cristãos – um corpo – para nos impedir de naufragar. Terminar a corrida não é um esforço individual, e a eternidade está em jogo.

Então, louvado seja Deus pelas feridas leais dos verdadeiros amigos que te protegem de uma lesão definitiva. Eles nos dizem claramente, “Você está flertando com a destruição!” Ou, “Preguiça espiritual é inaceitável!” Amigos que nos fazem perguntas duras, que esmagam o lagarto sussurrando em nosso ombro [2] , que são para nossa alma eterna mais do que para nossos sentimentos momentâneos – estes são os verdadeiros amigos.

Encontre esses amigos. Seja grato a esses amigos. Imite esses amigos. Eles são, como um amigo meu costuma a dizer, uma “comunidade de graça” para você.

Jesus chama seus discípulos de amigos (John 15:14). Alguns de nós não temos muitos amigos, mas em Cristo nós temos o Verdadeiro amigo, que dá sentido a amizade. Mas se nós tivéssemos vivido há dois il anos atrás, talvez não teríamos gostado de viver com o Filho de Deus tanto quanto supomos à primeira vista. Jesus não tinha medo de ferir seus amigos pela cura de suas almas.

Ele não pisou em ovos com sutilezas não ofensivas. Ele repreendeu os discípulos e os fariseus da mesma forma. Ele não teria relutado em dizer coisas que nos ofenderiam. Ele [era franco] sem fraude, sem bajulação. Ele deu nome aos bois e chamou o pecado de “pecado” – sempre com amor, e sempre com verdade.

Mas a coisa mais inacreditável é que Jesus também foi ferido pelos seus amigos (João 15:13). Ele não simplesmente atribuiu à culpa de cada um e deixou por isso mesmo. Ele amou com palavras e ações. Ele repreendeu os discípulos que dormiam, chamou Pedro de “Satanás” em um momento, apenas para logo em seguida dar sua própria vida por eles (Mateus 16:23; 26:36-46; 27:24-56).

Jesus amou os seus com palavra de consolo, palavras de encorajamento, palavras de vida – e palavras duras. E Ele suportou cada palavra afiada com três pregos pontiagudos e uma coroa de espinhos cortante – tudo para o bem eterno de seus amigos. Ele feriu seus amigos, a fim de ajudá-los. Ele foi ferido por seus amigos a fim de curá-los (Isaías 53:5).

Nós devemos agradecer a Deus quando Ele nos dá amigos como Jesus, e orar para que Ele nos envie mais.

  1. Ore por amigos que ferem em amor.

Embora eles nem sempre sintam isso, esses amigos são um bom presente de Deus. Sua alma precisa desses amigos. Peça-os a Deus.

  1. Ore por amigos que também edifiquem.

Mais do que ser feridos, nós também queremos ser edificados. Nós queremos ser amados através do encorajamento, afirmação, e ações bem como por palavras duras (1 Tessalonicenses 5:11; 1 João 3:18).

  1. Agradeça aos amigos que amam o bastante para ferir.

Frequentemente, aqueles amigos que falam a verdade em amor se sentem tão desconfortáveis e embaraçados dizendo coisas difíceis quanto você se sente em ouvi-las. Eles também podem sentir sua desaprovação e rejeição, então quando eles falarem, agradeça-os – mesmo quando não fizerem isso perfeitamente.

  1. Convide feridas por meio dos outros.

Tome a iniciativa de pedir aos amigos para serem honestos com você sobre suas fraquezas e pontos cegos, sabendo de que, porque Cristo foi ferido por nós, podemos convidar feridas; Ele é a nossa identidade. Podemos dizer:

“Fira-me o justo, será isso mercê; repreenda-me, será como óleo sobre a minha cabeça, a qual não há de rejeitá-lo.”

  1. Seja um amigo que fere em amor.

O autor de Hebreus nos chama a ter cuidado com o coração perverso que nos afasta de Deus. Como não nos afastar? Exortando-nos mutuamente a cada dia, durante o tempo que se chama hoje, a fim de que nenhum de nós seja endurecido pelo engano do pecado (Hebreus 3:13).

O hoje se chama hoje. Quais crentes você vai exortar? Seja corajoso e fale a verdade em amor quando chegar o momento (Efésios 4:15).

[1] Greg Morse é estrategista de conteúdo do desiringGod.org e Mestre em Divindade pela Bethlehem College & Seminary.

[2] Nessa linguagem o lagarto representa o poder do pecado e da luxúria, para nós seria como que aquela imagem do diabinho soprando no ouvido.

Que sejamos amigos que ferem em amor e que Deus nos ajude a enxergar como leais as feridas feitas por aqueles que nos amam.

No Amor de Cristo

Prisca Lessa

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s